Vocações Salvatorianas
Testemunhos
  • Gabriel Vizentim
    Meu nome é Gabriel Vizentim, tenho 18 anos e vou entrar no seminário da Sociedade do Divino Salvador (SDS). A primeira vez que senti esse ardor dentro do meu coração foi aos 8 anos de idade, quando era coroinha na paróquia São Miguel Arcanjo, em Maringá-PR. Estava no retiro de coroinhas quando um seminarista estava conduzindo o retiro de túnica. Aquilo, aos meus olhos, era tão lindo, e naquele momento senti o chamado de Deus, foi uma coisa tão inexplicável, sentia-me tão leve diante da presença de Jesus Eucarístico. Ao final do retiro fui conversar com aquele seminarista, disse-lhe que tinha interesse de seguir a vida religiosa e fui convidado a conhecer o seminário. No dia, sentia-me tão encantado com tudo aquilo, que realmente queria seguir a Cristo. Então, fui falar com minha mãe, e falou essas palavras:  "Gabriel, você é muito novo para tomar uma decisão tão importante na sua vida" (ela tinha toda a razão). Confesso que fiquei desapontado naquele momento, mas como Deus prepara as coisas nos momentos certos, minha mãe se casou novamente e mudamos para São José dos Pinhais. Após 5 anos na cidade, aquele ardor que estava escondido dentro do meu coração voltou a fluir novamente, comecei a procurar vários padres para pedir conselhos a cada um deles. Fui convidado para participar do grupo de Jovens Pegadas, na paróquia Bom Jesus, e no primeiro dia, a primeira pessoa que conheço é um vocacionado Salvatoriano, que explicou brevemente sobre o carisma da congregação (confesso que fiquei encantado com tudo aquilo), e ele entregou-me uma cruz da congregação e disse para rezar toda vez com aquela cruz, que eu iria conseguir discernir minha vocação. Comecei o acompanhamento vocacional, primeiro dentro do IPJ (Instituto Padre Jordan). Sentia-me completo, e pude compreender, a partir de Padre Jordan, o amor de Deus, os seus mistérios, e minha vocação foi confirmada realmente quando coloquei minhas inquietações "Na sombra da Cruz". A partir daí minha vocação realmente foi confirmada, e hoje vou entrar para seminário inspirado no que padre Jordan diz: "Ó Jesus como é maravilhoso trabalhar por Ti, trabalhando pela Tua glória e salvação das almas". Gostaria de deixar o meu sincero agradecimento a toda comunidade da Paróquia Santo Antônio, à família Salvatoriana, à minha família e amigos, mas principalmente à minha mãe: “Obrigado, mãe, por batalhar todos os dias de sua vida por mim e meus irmãos.
  • João Paulo Schelbauer de Oliveira
    Meu nome é João Paulo Schelbauer de Oliveira, tenho 17 anos, nasci em 11/06/2000, na cidade de Mafra-SC, mas sempre morei em Rio Negro-PR. Meus pais são Altair de Oliveira e Marcia Schelbauer. Não posso deixar de citar minha tia Adelaide Schelbauer, que sempre nos acompanhou e também é muito importante em minha vida. Fiz os sacramentos da iniciação à vida cristã na Paróquia Nossa Senhora Aparecida, em Rio Negro; onde também participei do grupo de catequistas e do Coral Anjos da Anunciação da Mãe Aparecida. Ainda participo do grupo de coroinhas e cerimoniários e da Pastoral Vocacional. Recebi meu chamado quando comecei a participar do grupo de coroinhas, onde me encontrei mais perto de Deus e pude perceber quão grandioso e belo são seus feitos. No decorrer do tempo fui sentindo aflorar cada vez mais o desejo da busca de um discernimento vocacional. Foi então que, guiado pelo pároco Padre Rafael Fuchs, fui convidado a fazer um acompanhamento mensal no seminário da Diocese de São José dos Pinhais, onde participei durante 1 ano e 2 meses dos encontros. Foi uma experiência muito boa, que sempre levarei comigo.  No dia 21 de maio de 2017, fui convidado pelo Padre Rafael a lhe acompanhar em um evento de nossa Diocese, que iria acontecer em Paranaguá, no Santuário de Nossa Senhora do Rocio. Lá fui apresentado a um grupo, chamados Salvatorianos. Conversamos um pouco e eles me convidaram para visitá-los e conhecer a congregação. Eu fiquei muito interessado em conhecê-los melhor (estava sentindo algo diferente dentro de mim). Na semana seguinte já entrei em contato e fui fazer uma visita e, a partir de então, fui convidado a fazer um acompanhamento vocacional, que acontecia uma vez no mês. A cada encontro eu sentia que estava no lugar certo. Até que, em novembro, recebi a notícia de que fui aceito a ingressar no seminário da Sociedade do Divino Salvador (SDS). O primeiro ano de estudos se dá no Instituto São José localizado na cidade de Várzea Paulista, no estado de São Paulo. "Senhor, que a messe não se perca por falta de operários'. Rezemos sempre por todas as vocações sacerdotais, religiosas, matrimoniais e leigas, para que sempre tenhamos em nossas comunidades pessoas dispostas a propagar a palavra de Deus e a testemunhar o seu amor. Me sinto muito feliz por mais essa etapa que alcancei em minha vida e conto com as orações de todos. Maria, Mãe das vocações, rogai por nós.
  • Carlos Daniel Sousa Borba
    TESTEMUNHO DE UM JOVEM SALVATORIANO Como descrever um encontro desses?! Acho que não tem nen como explicar. Nele eu pude perceber o quanto a igreja precisa de mim, o quanto a Juventude Salvatoriana precisa de mim, para que Jesus se torne conhecido e amado por todos. Voltando de volta para casa,dentro do ônibus começa a passar um filme em minha cabeça, lembrando tudo o que vivi nesses 3 dias, pessoas que revi, pessoas que conheci, momentos em que eu pude levar a Boa Nova de Jesus Cristo ao outro, momentos de muita animação e entusiasmo de um Juventude reunida em busca de um único propósito: "Anunciar o Salvador". As lágrimas começaram a cair, pois a saudade já estava batendo na porta, como dizia Pe. Jordan eu sentia um facho que ardia dentro de mim e eu estava inflamado pelo amor de Deus. A palavra que resume tudo é "GRATIDÃO", gratidão primeiramente a Deus nosso Pai que nos guia em todos os momentos de nossa vida, gratidão a minha Paróquia na pessoa do nosso querido pároco Pe. James, gratidão a toda a Comissão que se empenhou e trabalhou para que esse Encontro acontecece, gratidão a toda a Família Salvatoriana por ter abraçado esse projeto e gratidão a todos nós que somos Juventude Salvatoriana. Obrigado!!! Carlos Daniel Sousa Borba Representante da Juventude Salvatoriana do Maranhão #VocacoesSalvatorianas #erjsNEeufui #Salvatorianos #PeJordan
  • Lucas Fernando Zanela Mello
    "Venho por meio deste, fazer um breve relato do encontro e da viagem até São José dos Pinhais. Certas experiências na vida nos proporcionam melhor discernimento para inúmeros pontos que ainda permanecem questionáveis. Com isso, afirmo que o Encontro da Juventude em São José dos Pinhais, foi de grande importância para certos questionamentos em minha vida. Estar presente, juntamente com a juventude, seminaristas, irmãs e Padres Salvatorianos e toda a comunidade daquele local, foi muito gratificante. Um encontro realmente incrível que me fez pensar sobre a Alegria de Servir ao Senhor. Além deste evento, pude observar um pouco do cotidiano dos seminaristas, que realmente me admirou bastante, na simplicidade e na vontade de tornar Jesus conhecido e amado. Pode parecer estranho, mas o que mais me chamou a atenção neste final de semana foi reconhecer como existem pessoas que ainda não são vistas pela sociedade. Sempre ao transladar de um local ao outro, de carro, vi a marginalização dos pequenos; mendigos, pessoas sofridas, empobrecidas pelas ruas da cidade e esquecidas por nós. Por fim, me pergunto, será que estou realmente alegrando meu Senhor? E constato que ainda faço pouco, muito pouco pelos meus irmãos. Lucas Fernando Zanela Mello Estudante do 2° ano do Curso Técnico em Informática do Instituto Federal Catarinense – Campus – Fraiburgo/SC Paroquiano da Paróquia Imaculada Conceição – Videira/SC"
  • Paulo Roberto Spader Filho
    "Relato de experiência do encontro vocacional em Curitiba. A experiência vivenciada no final de semana que passou foi maravilhosa. Me senti especial desde o momento em que fui convidado a participar do encontro vocacional em Curitiba. Fui muito bem orientado e encaminhado pela equipe de Videira. Assim que chegamos em Curitiba, os salvatorianos me recepcionaram com muita atenção e carinho. O ambiente do seminário transmite muita paz, as pessoas lá são sempre muito bem humoradas. Tudo que precisamos foi providenciado. O encontro vocacional foi um momento de grande aprendizado. O que mais me marcou foi a fala do irmão Neto, na palestra inicial quando disse que precisamos ter confiança e convicção de nossas escolhas na vida. Que somos capazes de ser aquilo que queremos, mesmo quando todos duvidam de nossa capacidade. Me fez sentir alegria de fazer parte da Família Salvatoriana. Na dinâmica simulando a comunidade de apóstolos representamos a comunidade de São Tomé, e depois foi socializado com os demais. Foi um momento importante, pois conheci novas pessoas e trocamos experiências. Na parte da tarde eu relatei sobre minha vida, sobre a “cruz” que carrego dentro de mim, para introduzir a palestra do irmão Neto, que fez com que todos meditassem sobre tudo o que a gente carrega em nosso interior. Depois escrevemos tudo e queimamos para eliminar todos os nossos sentimentos ruins. O Padre Fernando abençoou as cruzes e entregou para todos os jovens, tornando-os novos integrantes da família Salvatoriana. No final tivemos a Santa Missa, onde todos os que se faziam presentes participaram. Foi um momento de agradecimento pelo abençoado encontro que tivemos. Tudo que vivi vai ficar. Paulo Roberto Spader Filho, Paroquiano da Paróquia Imaculada Conceição Videira/SC"
 
 
Contato
  • VOCAÇÕES SALVATORIANAS


    Rua Padres Salvatorianos, 62 - Floresta - Videira - SC
  • (49) 3566-7632
  • Entre em contato conosco, teremos o prazer de atendê-lo e tirar as suas dúvidas.

  •  
     

    Copyright © 2019 Vocações Salvatorianas. Todos os direitos reservados.